Desconhecido, poema-diálogo com Xiao Berlai

Poema escrito em diálogo com o trabalho Desconhecido, de Xiao Berlai, livro-CD publicado por Axóuxere Editora, onde se fundem narrativa visual, poesia e música.

Sabias-te relâmpago
no obscuro da casa,
cicatriz virada neve
em dança perpétua
sobre o som da noite,
enquanto voam aves
sangrando em silêncio
na memória do corpo:
o tempo voltou-se nuvem,
branca estação de abismo
onde um grito lácteo
derruba os muros da razão,
alimentando o sonho do real
com o teu incêndio interior,
abraçado à espuma da luz.

Esta entrada foi publicada en GSG, Poemas, Ramiro Torres e etiquetada , , , . Garda a ligazón permanente.

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará Os campos obrigatorios están marcados con *